Pavlovsky foi trunfo no regresso às vitórias

A equipa do Varzim regressou às vitórias na II Liga depois de um jejum (demasiado) prolongado. Depois do empate com sabor a injustiça no Estoril, que levou às declarações algo contundentes do técnico Nuno Capucho, os Lobos do Mar, receberam o Porto B e estavam proibidos de perder pontos. Com um onze inicial com algumas alterações, nomeadamente na sua estrutura tática, a lesão do capitão Nelsinho nos primeiros 10m, “obrigou” a mais uma. Baba Sow teve a sua oportunidade, e juntamente com Pavlovsky,revolucionaram um setor intermédio que ajudou a construir uma vitória preciosa. O sérvio aliou à estreia a marcação do primeiro golo com a camisola alvinegra, enquanto que Baba Sow foi determinante no apoio ao irreverente Haman, e decisivo no passe que resultou no segundo golo alvinegro, numa altura em que se registava uma igualdade a uma bola. Foi um Varzim diferente (para melhor), como considerou o técnico Nuno Capucho no final do jogo. “Hoje a equipa esteve mais perto daquilo que pode e deve fazer em todos os jogos, e será neste registo que espero que possamos defrontar e encarar todos os jogos, contra qualquer adversário. Vamos ao Dragão (hoje, quarta, às 19h) sabendo das capacidades do nosso adversário, mas conscientes do que também podemos fazer para contrariar o favoritismo do F.C.Porto.”

Seja o primeiro a comentar no "Pavlovsky foi trunfo no regresso às vitórias"

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não ficará visível


*