Guerra na Ucrânia: Putin encontra generais, drones abatidos, F-16 a caminho

Desenvolvimentos recentes na guerra na Ucrânia.

Putin se reúne com comandantes no sul da Rússia

Vladimir Putin reuniu-se com os generais responsáveis ​​pela operação militar da Rússia na Ucrânia numa reunião em Rostov-on-Don, no sul da Rússia, anunciou o Kremlin na manhã deste sábado.

Anúncio

As autoridades não especificaram quando ocorreu o encontro, mas imagens divulgadas pela mídia estatal sugerem que aconteceu à noite.

“Vladimir Putin realizou uma reunião no quartel-general de operações militares especiais em Rostov-on-Don”, disse o Kremlin em um comunicado. “O chefe de Estado ouviu relatos do comandante-em-chefe das Forças Armadas Russas Valery Gerasimov, comandantes de departamento e outros oficiais.”

A agência de notícias RIA Novosti exibiu um vídeo do presidente russo saindo de um jipe ​​no escuro em um terno antes de ser saudado pelo general Kurasimov.

Ucrânia diz ter interceptado ataque de drone russo

Os militares da Ucrânia anunciaram no sábado de manhã que destruíram “15 drones russos” durante a noite.

As forças russas com drones Shahed foram “atacadas pelo norte”, escreveram os militares ucranianos em um telegrama. “Um total de 17 drones de ataque foram lançados da região de Kursk.” Não mencionou o que aconteceu com os dois drones restantes.

As defesas antiaéreas ucranianas foram ativadas nas “regiões norte e central do país, bem como nas regiões ocidentais”, acrescentou.

Ambos os lados relataram recentemente incursões regulares de drones por ar e mar no conflito que começou em fevereiro de 2022, enquanto a Ucrânia está no meio de uma contra-ofensiva para retomar seu território controlado pela Rússia.

Moscou intensificou os ataques à infraestrutura portuária ucraniana do Mar Negro e do Danúbio desde o fim de um acordo para permitir a exportação de grãos ucranianos.

READ  Líder republicano McConnell Falls, hospitalizado: NPR

Na sexta-feira, a Rússia disse que destruiu drones ucranianos visando Moscou e sua frota do Mar Negro.

EUA dão sinal verde para transferências de F-16 holandeses e dinamarqueses

Os Estados Unidos anunciaram na sexta-feira que a Dinamarca e a Holanda deram luz verde para enviar caças F-16 dos EUA para a Ucrânia assim que os pilotos ucranianos fossem treinados – uma medida que o ministro da Defesa da Ucrânia descreveu como “ótima notícia”.

Anúncio

Um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA disse que a Dinamarca e a Holanda receberam “garantias formais” sobre o assunto.

“Desta forma, uma vez que o primeiro grupo de pilotos conclua seu treinamento, a Ucrânia poderá tirar o máximo proveito de suas novas capacidades. Os F-16 contribuirão para as capacidades de defesa e dissuasão da Ucrânia”, acrescentou o porta-voz.

Desde o início da invasão russa, Kiev tem convocado incansavelmente aeronaves ocidentais para combater as forças de Moscou neste momento.

Os EUA, por sua vez, têm regras rígidas sobre a revenda ou transferência de equipamentos militares americanos por aliados.

Ainda não se sabe quando os pilotos ucranianos concluirão o treinamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *