Sam Mendes está dirigindo quatro filmes, com lançamento previsto para 2027

John, Paul, George e Ringo serão, cada um, tema de um próximo filme diferente.

O diretor Sam Mendes planeja fazer quatro filmes separados, um do ponto de vista de cada membro dos Beatles. Eles se reuniriam em 1970 até se separarem “para contar a história surpreendente da maior banda da história”, segundo um comunicado à imprensa. As famílias de Paul McCartney, Ringo Starr e dos falecidos John Lennon e George Harrison ofereceram os direitos musicais para cinebiografias e roteiros completos.

“Tenho orgulho de contar a história de uma das maiores bandas de rock de todos os tempos e estou animado para desafiar a ideia do que é uma viagem ao cinema”, disse Mendes, cineasta indicado ao Oscar pelo filme. drama de guerra “American Beauty”. “1917” e os filmes de James Bond “Skyfall” e “Spectre”, de acordo com um comunicado.

A Sony Pictures Entertainment financiará e distribuirá todos os quatro filmes em 2027. Detalhes sobre os planos de lançamento serão compartilhados próximo ao lançamento, mas o estúdio promete que a estratégia será “inovadora e inovadora”.

Lançar todos os quatro filmes no mesmo ano certamente seria um empreendimento arriscado. No entanto, as cinebiografias musicais estão ganhando popularidade nas bilheterias. “Elvis”, de Baz Luhrmann, e “Bob Marley: One Love”, da Paramount, foram maiores do que o esperado, enquanto “The Eras Tour”, de Taylor Swift, uma versão cinematográfica de seu show recorde, superou diversas franquias de Hollywood em termos de vendas de ingressos em todo o mundo. Muitos mais estão em obras; Antoine Fuqua está transformando a história de vida de Michael Jackson em um filme, Amy Winehouse está recebendo tratamento biográfico com “Back to Black” e Ridley Scott está em negociações para dirigir um filme sobre a ascensão de Bee Keys.

READ  Judd Apatow argumenta que os estúdios estão planejados para uma greve de roteiristas 'existencial' - Variety

Além de dirigir, Mendes está produzindo ao lado de Pippa Harris, parceira da Neil Street Productions, e Julie Pastor, da Neil Street. Geoff Jones será produtor executivo da AppleCorps Ltd., organização multimídia fundada pelos Beatles em 1968.

“Queríamos que esta fosse uma experiência cinematográfica épica e emocionante: quatro filmes, contados a partir de quatro perspectivas diferentes, que contam uma história sobre uma das bandas mais icônicas de todos os tempos”, disse Harris em comunicado. “Ter a bênção dos Beatles e da Apple Corps para fazer isso é um privilégio tremendo.”

Foi a primeira vez que os Beatles apoiaram totalmente um filme com roteiro. A banda foi tema de vários documentários, incluindo o filme “Let It Be”, dos anos 1970, que narrou a separação do grupo, bem como “Get Back”, de Peter Jackson, que capturou o making of do álbum “Let It Be”. Suas músicas estavam no hit jukebox de 2007 “Across the Universe” e “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band” de 1978.

“Sei que falo pelo nosso CEO Tony Vinciguerra e por todos os colegas do Sony Pictures Motion Picture Group em todo o mundo, que é a principal razão para fazer isso: 'Sim, sim, sim!' “, disse Tom Rothman, presidente e CEO do Motion Picture Group da Sony. “Os eventos cinematográficos de hoje devem ser culturalmente inovadores. o mundo, o mundo está prestes a decolar.” vai emocionar o público.

Em um memorando aos funcionários da Sony na terça-feira, Rothman escreveu: “Muitas empresas estão ansiosas pela oportunidade de ser parceiras nesta experiência cinematográfica única na vida. No 100º aniversário da Columbia Pictures, com o apoio entusiástico de Tony, estou orgulhoso de termos vencido e sido a casa escolhida.

READ  'Super Mario Bros. Movie' atinge bilheteria mundial de $ 659 milhões até domingo - prazo final

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *