E TUDO O VENTO LEVOU

A vencer por 2-1 ao intervalo, os alvinegros não conseguiram suster a tempestade do vento sul, e consentiram a reviravolta, ao sofrer 3 golos em 6 minutos…

Depois da vitória em Arouca, era importante que os Lobos do Mar consolidassem esta conquista, repetindo-a na sua casa. E, até começaram da melhor forma, pois volvidos apenas 3m, Jonathan Toro abriu as hostilidades, ao aproveitar a defesa incompleta de José Costa, num livre superiormente cobrado por Marko Pavlovski. A resposta dos penafidelenses foi pronta e, passados 5m, Pires igualou, num lance em que se  reclamou fora de jogo. Apesar da intempérie, e do estado encharcado do relvado, as duas equipas batiam-se no sentido de chegar às balizas contrárias. Ao minuto 35, numa recuperação de bola ainda no seu meio campo defensivo, Jonathan lançou Ruster, que depois de tabelar com Haman, isolou-se rematando para o fundo das redes. O intervalo chegou com a vantagem mínima, mas o pior estava reservado para o segundo tempo. Aproveitando a forte ventania, os visitantes conseguiram em apenas 6m que os poveiros vivessem um autêntico pesadelo. Três golos que praticamente “mataram o jogo”, mas que não invalidaram uma resposta com grande atitude dos comandados de Fernando Valente. O defesa central Silvério ainda reduziu para a margem mínima, mas nos 15m restantes faltou alguma fortuna para conquistar, pelo menos, um ponto. A nona posição vai ser posta à prova já neste próximo sábado, contra um Braga B também carente de pontos.

​Fernando Valente: ​ “Em 10 minutos perdemos o sentido daquilo que são os nossos comportamentos e fomos surpreendidos. Cometemos erros que não são aceitáveis em contexto de competição, sobretudo contra um adversário rotinado nestes campeonatos e com jogadores capazes de aproveitar os nossos deslizes. Da mesma forma que não fiquei deslumbrado pela positiva em Arouca, também não vamos baixar a cabeça só porque perdemos. Estou satisfeito com a atitude dos jogadores que lutaram até ao final do jogo por outro resultado”.

Seja o primeiro a comentar no "E TUDO O VENTO LEVOU"

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não ficará visível


*