A importância de um bom jogar posicional numa equipa

Penso que os sistemas, as táticas e as estruturas são complexas e adaptáveis em função de uma ideia e tendo em conta o teu jogar e as características dos teus jogadores. Para mim existem quatro níveis de organização: individual, setorial, intersetorial e coletiva, com uma boa articulação e idealização, a operacionalização do teu jogar é mais e melhor articulada. O futebol é cada vez mais um jogo onde a qualidade do treino, os princípios de jogo, a intervenção e o jogar posicional são fundamentais para alcançares o sucesso.
Olhando para a vitória do Varzim por 2-1 sobre o Porto B, vi uma mudança tática da estrutura habitual de 4x4x2 para um 4x3x3 que beneficiou o jogar posicional e as dinâmicas coletivas da equipa. A entrada de Pavloski permitiu a criação de mais desiquilíbrios no corredor central e melhor padrão de circulação de bola vertical e horizontal no meio campo. A lesão de Nelsinho e a adaptação de Baba Sow a 10, permitiu uma melhor ocupação dos espaços interiores e mais recuperações de bola perto da baliza adversária, esta alteração aumentou a criação de desiquilíbrios e a variedade de soluções no processo ofensivo. O Varzim atacou bem e também se posicionou melhor em transição defensiva, a equipa esteve mais solidária na entreajuda e nas compensações e mais concentrada e agressiva a defender nos lances de bola parada. A equipa revelou melhor posicionamento e mais largura e profundidade no seu jogar.
Olhando para a vitória do Rio Ave sobre o Chaves por 1-0, vejo uma boa ideia e grande qualidade técnica e tática nos seus jogadores. É o melhor arranque de sempre 17 pontos à 8ª jornada dos vilacondenses, o que é fantástico para uma equipa em construção e crescimento. A equipa melhorou em transição defensiva e cria situações de finalização com muita facilidade quer através de avançados ou médios vindo de trás para a frente para aproveitar espaços, estes fazem trocas posicionais constantes com os avançados. Os laterais procuram a profundidade interior e até os centrais procuram desequilibrar subindo no terreno, existe todo um conjunto de princípios trabalhados que permite a qualquer jogador aparecer em espaços de finalização para finalizar. Vejo também a equipa muito mais agressiva e muito mais equilibrada em todos os momentos do jogo por isso vai ganhando e conquistando pontos sem surpresa.

Rui Rodrigues (comentador no programa Pontapé de Canto – segunda-feira às 22h na Rádio Onda Viva).

Seja o primeiro a comentar no "A importância de um bom jogar posicional numa equipa"

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não ficará visível


*